Descobrimentos

Contos

Andries van Eertvelt - The Santa Maria at Anchor, 1626

 

"Descobrimentos" é o primeiro livro de bolso de João Batista Melo. Inclui três histórias de História Alternativa, sub-gênero da Ficção Científica, que é apresentado no prefácio pelo crítico e escritor Roberto de Sousa Causo. A novela "1500" conta outra versão para a jornada de Pedro Álvares Cabral. 


O conto "O caminho das Índias" narra uma outra viagem dos Descobrimentos, a histórica jornada da esquadra de Cristovão Colombo.  Mas o que eles encontram pela frente não é exatamente o continente americano. 


"A moça triste de Berlim" transfere a explosão do dirigível Hindemburg, que na realidade aconteceu em New Jersey, para o Rio de Janeiro, durante a ditadura do Estado Novo.

Trecho

João Batista Melo joga com as crenças e os fatos, embaralhando-os. É claro que parte do encanto de suas alternativas históricas está no elegante fluxo narrativo - ora onírico, ora lírico, jamais prosaico ou artificial - que caracteriza toda a sua literatura.


Luiz Bras, Guia da Folha

Manuel da Costa Pinto entrevista

João Batista Melo para o programa Metrópolis,

da TV Cultura, sobre "Descobrimentos"

Manuel da Costa Pinto entrevista

João Batista Melo para o programa Metrópolis,

da TV Cultura, sobre "Descobrimentos"

Manuel da Costa Pinto entrevista

João Batista Melo para o programa Metrópolis,

da TV Cultura, sobre "Descobrimentos"

O caminho das Índias

 Alguns se fazem ao mar pelas riquezas. Outros embarcam em defesa da fé. Eu nem ao menos esse lenitivo tenho. Navego apenas por navegar. Em tempos remotos, criei escamas de peixe e me fiz sereia insubmersa, prisioneiro dos escaleres e das gáveas, condenado a vaguear pelos mares, quer como corsário quer como homem do rei.

    Sem cobiça além das ondas e tormentas, não me justifico a presença nesta nau insana. Sinto a morte a nos esperar e nenhuma de suas recompensas me alicia: nem a conversão dos bárbaros nem o tesouro dos cravos e granadas. Olho o mar se abrindo para o nosso calado e me pergunto se nós o cruzamos ou se ele nos arrasta, iludidos, rumo a um destino obscuro.

     Da amurada na proa, Cristovão Colombo me observa, e no seu silêncio demonstra conhecer o que me perturba. Insinua nos olhos cortantes que sabe ser eu quem no alto das escadas, no esgotamento dos porões, sopra temores nos corpos da tripulação, espalha horrendas histórias e visões e as deixa alastrar pelos convés nas noites mais escuras. Quando tiver a certeza me lançará aos tubarões, fará dos meus braços e pés uma nova âncora, deixará os papéis onde escrevo derivarem nos vagalhões do Mar Oceano.

   Por enquanto me relega ao ostracismo. Precisará de mim apenas quando avistar terra. Então me chamará, e eu, o seu renitente escrivão, contarei os atos de bravura das três embarcações que se aventuraram onde ninguém antes ousou seguir, e enfim aportaram nas Ilhas Molucas para retornarem cravejadas de sementes. Esse é o sonho de Colombo. Esse é o meu pesadelo.

tv cultura.jpg

Porco marinho, que aparece na Carta Marítima de Olaus Magnus, de 1539

Oscar_Pereira_da_Silva_- Desembarque de Pedro Álvares Cabral em Porto Seguro 1500,_Acervo do Museu Paulista da USP (via Wikipedia)

Menu_(drinks),_Hindenburg_-_Zeppelin Museum Friedrichshafen_-_Daderot [CC0], from Wikimedia Commons

Menu de bebidas -  Hindenburg - Zeppelin Museum Friedrichshafen_-_Daderot [CC0] via Wikimedia Commons

Mapa de monstros marinhos de Sebastian Münster (1544), que incluiu cópias de desenhos da Carta Marítima de Olaus Magnus. Detalhe

descobrimentos colado.JPG

"Descobrimentos" é o primeiro livro de bolso de João Batista Melo. Inclui três histórias de História Alternativa, sub-gênero da Ficção Científica, que é apresentado no prefácio pelo crítico e escritor Roberto de Sousa Causo. A novela "1500" conta outra versão para a jornada de Pedro Álvares Cabral. 


O conto "O caminho das Índias" narra uma outra viagem dos Descobrimentos, a histórica jornada da esquadra de Cristovão Colombo.  Mas o que eles encontram pela frente não é exatamente o continente americano. 


"A moça triste de Berlim" transfere a explosão do dirigível Hindemburg, que na realidade aconteceu em New Jersey, para o Rio de Janeiro, durante a ditadura do Estado Novo.

Trecho

João Batista Melo joga com as crenças e os fatos, embaralhando-os. É claro que parte do encanto de suas alternativas históricas está no elegante fluxo narrativo - ora onírico, ora lírico, jamais prosaico ou artificial - que caracteriza toda a sua literatura.


Luiz Bras, Guia da Folha

Manuel da Costa Pinto entrevista

João Batista Melo para o programa Metrópolis,

da TV Cultura, sobre "Descobrimentos"

Manuel da Costa Pinto entrevista

João Batista Melo para o programa Metrópolis,

da TV Cultura, sobre "Descobrimentos"

Manuel da Costa Pinto entrevista

João Batista Melo para o programa Metrópolis,

da TV Cultura, sobre "Descobrimentos"

O caminho das Índias

 Alguns se fazem ao mar pelas riquezas. Outros embarcam em defesa da fé. Eu nem ao menos esse lenitivo tenho. Navego apenas por navegar. Em tempos remotos, criei escamas de peixe e me fiz sereia insubmersa, prisioneiro dos escaleres e das gáveas, condenado a vaguear pelos mares, quer como corsário quer como homem do rei.

    Sem cobiça além das ondas e tormentas, não me justifico a presença nesta nau insana. Sinto a morte a nos esperar e nenhuma de suas recompensas me alicia: nem a conversão dos bárbaros nem o tesouro dos cravos e granadas. Olho o mar se abrindo para o nosso calado e me pergunto se nós o cruzamos ou se ele nos arrasta, iludidos, rumo a um destino obscuro.

     Da amurada na proa, Cristovão Colombo me observa, e no seu silêncio demonstra conhecer o que me perturba. Insinua nos olhos cortantes que sabe ser eu quem no alto das escadas, no esgotamento dos porões, sopra temores nos corpos da tripulação, espalha horrendas histórias e visões e as deixa alastrar pelos convés nas noites mais escuras. Quando tiver a certeza me lançará aos tubarões, fará dos meus braços e pés uma nova âncora, deixará os papéis onde escrevo derivarem nos vagalhões do Mar Oceano.

   Por enquanto me relega ao ostracismo. Precisará de mim apenas quando avistar terra. Então me chamará, e eu, o seu renitente escrivão, contarei os atos de bravura das três embarcações que se aventuraram onde ninguém antes ousou seguir, e enfim aportaram nas Ilhas Molucas para retornarem cravejadas de sementes. Esse é o sonho de Colombo. Esse é o meu pesadelo.

tv cultura.jpg
Menu_(drinks),_Hindenburg_-_Zeppelin_Mus
Sea-Swine-56.jpg
1920px-Oscar_Pereira_da_Silva_-_Desembar

Menu_(drinks),_Hindenburg - Zeppelin Museum Friedrichshafen - Daderot [CC0], via Wikimedia Commons

Oscar Pereira da Silva - Desembarque de Pedro Álvares Cabral em Porto Seguro 1500, Acervo do Museu Paulista da USP (via Wikipedia)

Porco marinho, que aparece na Carta Marítima de Olaus Magnus, de 1539

Hindenburg em Pernambuco Unknown author

Andries van Eertvelt - The Santa Maria at Anchor, 1626

Hindenburg em Pernambuco Unknown author [Public domain], via Wikimedia Commons

Eertvelt,_Santa_Maria.jpg

 Theodor de Bry,  1594 - Rijksmuseum

Mapa de monstros marinhos de Sebastian Münster (1544), que incluiu cópias de desenhos da Carta Marítima de Olaus Magnus. Detalhe

Sebastian_Münster_[Public_domain].jpg

Trechos de Historiae de gentibus septentrionalibus, de Olaus, Magnus, Arcebispo de Uppsala (1490/1557)

Magnus’s_History_of_the_Northern_Peoples
Magnus’s_History_of_the_Northern_Peoples

Typus Universalis, Sabastian Munster, 1550, Wikimedia Commons

Typus_orbis_universalis,_Sebastian_Munst